Forum GW
Bem Vindo Ao Forum GW !
Registre,aprenda e compartilhe o os conhecimentos no mundo dos games!

[Informações/Curiosidades] Mega Drive / Genesis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Informações/Curiosidades] Mega Drive / Genesis

Mensagem por maycon137 em 4/10/2010, 13:43

Os bastidores e segredos

Contar a história do Mega Drive é como contar a história da própria Sega. Tudo começou com o domínio da Nintendo com seu estrondoso sucesso Famicom/Nes (o nintendinho 8 bits), vendendo dezenas de unidades desse console (para desespero dos amantes de micros). Poucas eram as indústrias que ousavam peitar a Nintendo em seu reinado, isso até surgir a Sega, até então pioneira em jogos de arcade (os fliperamas), com um sucesso bastante razoável no mercado.

A Sega então lança o seu videogame de 8 bits para concorrer com o NES, o Master System, um sistema tecnicamente superior ao da sua rival. Porém com a (relativa) derrota do Master para o Nintendo (relativa pois o Master se saiu bem em alguns lugares, como a Europa e o Brasil - acho que aqui foi o único lugar em que saiu um Master System rosa exclusivo para garotas) a Sega precisava de uma resposta rápida e firme para contra-atacar e ao mesmo tempo atender ao exigente mercado consumidor. Foi assim que nasceu o Mega Drive, o primeiro videogame de 16 Bits da história.



Dentro da Sega, o console era conhecido como “MK-1601“, mas o chefão da Sega, Hayao Nakayama, resolveu batiza-lo de “Mega Drive“, que representava superioridade (Mega) e velocidade (Drive). Então combinando essas duas palavras, seria mais atrativo para as crianças, pais e outros consumidores do que o “MK-1601″. O bom e velho marketing que conhecemos, eheheh….
No centro de pesquisas e desenvolvimento da Sega, um homem chamado Hideki Sato dirigiu uma equipe de engenheiros na criação de seu novo console. O novo projeto derivou da já conhecida placa de arcades “System-16“.
Aliás, as especificações dos dois são muito semelhantes, o que facilitou e acelerou o andamento do projeto. A principal diferença entre eles era a velocidade, a placa rodava a 10 MHz e o Mega Drive a 7,67 MHz. Outra grande diferença era o seu sistema de audio, que era bem melhor nos arcades.

A Sega aprendeu com o seu Master System e prometeu aos consumidores um console inovador. Dito e feito. Lançado em 29 de Outubro de 1988 no Japão, o console contava com um visual moderno e preto, com um botão azul, controles anatômicos muito confortáveis (até hoje muito elogiado), era uma inovação e tanto, com capacidade gráfica e sonora compatíveis aos dos arcades da época. Equipado com uma placa semelhante aos dos arcades System 16 (placa que a Sega usava na época), um processador 68000 da Motorola muito poderoso (o mesmo dos micros Amiga e Macintosh) e um co-processador Z-80 (responsável para o uso de adaptador para jogos de Master System), com a fantástica velocidade de 7,67 Mhz (muito rápido para a época) foi o suficiente para ganhar a atenção dos gamemaníacos. Assim, foi fácil converter para o uso doméstico jogos clássicos de arcade para o Mega Drive, como Golden Axe, Space Harrier 2, Thunder Blade, Shinobi, entre outros, e mostrava claramente como o sistema podia fazer ótimas conversões.
O Mega Drive não teve uma carreira muito longa no Japão (provavelmente pela falta de rpgs), entretanto a história em outros países era diferente, o console dominava o mercado americano e europeu, e inclusive no Brasil, lançado pela Tec Toy, com aproximadamente 75% do mercado brasileiro. Lançado nos EUA com o nome de Genesis (o nome Mega Drive já estava registrado por lá) que significa “renascimento” ou “um novo começo” e com uma grande campanha de marketing, excelentes jogos sendo lançados (principalmente pela própria Sega), e finalmente a Sega contando com o apoio de softhouses de renome (o que não acontecia na época do Master System), como a Konami, a Capcom, Hudson, Tecnosoft, Namco, entre outras. Nos EUA, uma parceria que rendeu muitos jogos foi com a Eletronic Arts, que atingiu no console a consagração definitiva em jogos esportivos (que aliás, os americanos adoram!).

A estratégia de lançar o Genesis rapidamente no mercado americano resultou em um domínio quase que absoluto do mercado de 16 Bits.

A Nintendo ganhava dinheiro com o seu 8 Bits, mas estava custando para embarcar nesse novo mercado. Teve o lançamento do Super Nintendo adiado diversas vezes e quando finalmente foi lançado, não causou grandes abalos nas vendas do Mega Drive, e foi nos anos 90 que o Mega Drive conheceu toda a sua glória, superando o seu rival Super Nintendo por uma boa margem, assim a Sega dava o troco na Nintendo, pois apesar do Super Nes ser tecnicamente mais poderoso que o Mega, este contava com jogos bem mais carismáticos, variados e em grande quantidade, e suas vendagens subiram ainda mais com a ajuda de um personagem azul muito curioso e simpático…

Sonic-mania espalha-se pelo mundo e atropela a Big N



Sonic the Hedgehog Apesar da grande quantidade de jogos que estavam sendo lançados para o Mega Drive, alguns realmente notáveis, outros nem tanto, ainda estava faltando um game que fosse o símbolo da Sega, um jogo que mostrasse todo o poder do Mega Drive, principalmente para combater a Nintendo com o seu Mario Bros e o recém lançado Super Nes, que estava sendo muito comentado, principalmente no Japão.

Hayao NakayamaHayao Nakayama, um estrategista meticuloso, montou uma equipe e analisaram tudo sobre o mascote da Nintendo para determinar o que o fazia famoso. Passada essa etapa, a próxima fase era criar um personagem que fosse totalmente o oposto do encanador tanto quanto possível. A chegada da Sega em solo americano era para a Nintendo como a chegada do anti-cristo, afinal ela reinava por lá sozinha há muito tempo já. E Nakayama sabia disso, ele já havia quebrado o monopólio da Nintendo nos EUA, agora era a vez de derrubar seu principal mascote. E a ordem era criar um personagem que fosse tudo o que o Mario não era, mas fácil de se reconhecer como o bigodudo era. Muitas propostas foram apresentadas e rejeitadas. Uma proposta que chegou perto de ser aceita foi a de um americano chamado Mark Voorsanger. Sua idéia era uma dupla de aliens funks chamados Toe Jam e Earl. Nakayama gostou da idéia e do jogo, mas tinha dois problemas. Toe Jam e Earl eram tranquilos demais em suas atitudes. E segundo, eram americanos demais em sua personalidade.
Foi um esforço nobre, mas Nakayama queria um mascote que tivesse um apelo em todo o mundo. Apesar de terem sido rejeitados como mascotes, a idéia era boa demais pra se deixar de lado e o desenvolvimento do jogo tomou forma, como viemos conhecer depois e foi um grande sucesso. Enquanto isso Nakayama buscava a resposta para os seus problemas. Foi quando alguém de uma das equipes de criação da Sega surgiu com uma idéia nova. Intrigado, Nakayama contactou o líder do grupo, Shinobu Toyoda, e junto com Naoto Oshima e Yuji Naka, discutiram sobre a nova idéia. Nakayama achou o que procurava. A Sega agora tinha o seu Shigeru Miyamoto (criador de Mario e um dos grandes responsáveis do sucesso da Nintendo e de diversos títulos).

Yuji Naka foi quem concebeu a idéia de um personagem realmente rápido e que poderia se transformar numa bola e acertar seus inimigos. Ele seria um porco-espinho, e a idéia foi amadurecendo rapidamente nos dias seguintes.
Ele seria azul pois era a mesma cor do logotipo da SEGA.

Como uma bola não teria muito apelo gráfico, o ouriço (e não porco-espinho) acabou ganhando um cabelo espetado e um par de tênis de corrida vermelhos, um belo contraste com a cor azul. Um dia, Naka levou um protótipo do jogo e mostrou a seus colegas o resultado de seus esforços. Eles assistiram e ficaram espantados com a velocidade com que o ouriço corria pela tela. “Esse carinha é super-sônico”, falou um dos integrantes da equipe. Naka nunca esqueceu o comentário e Sonic seria agora o nome do porco-espinho azul.

Naka trabalhou na programação do personagem, dando a ele um ar invocado. Seu tênis vermelho virou bônus no game e logo virou referência ao personagem. Como Sonic parecia sempre estar em movimento, Naka adicionou animações para enfatizar essa idéia. Se ele ficasse parado num lugar por muito tempo, o personagem olharia para a tela com um olhar impaciente e começaria a bater o pé no chão, impacientemente esperando para correr de novo. Mas Naka não parou por aí. Cada movimento que Sonic fazia era extremamente animado – correndo, pulando, caindo, rodando, e por aí vai. Sonic tinha várias expressões faciais para cada momento assim como os outros personagens do game. As fases eram longas, coloridas, altamente detalhadas e eram ótimas pistas, que mais lembravam uma montanha-russa, para o Sonic correr a vontade. Tudo isso ajudava para enfatizar as diferenças entre Sonic e Mario. Em comparação com o ouriço super-sônico, com um cabelo espetado “punk” e uma atitude de rebelde, o Mario não passava de um peido-véio (sem polêmicas, por favor). Sonic era um personagem com personalidade e atitude, era um “louco” que saía correndo por aí dando porrada em todo mundo!
Sonic the Hedgehog chegava ao Mega Drive em 23 de Junho de 1991 (curiosamente saiu um mês antes nos EUA e depois no Japão – com algumas melhorias gráficas de última hora) em grande estilo e inovação, com gráficos coloridos, trilha sonora excelente, personagens carismáticos e sua principal arma: a velocidade. Fases mais rápidas do que nunca, ação e aventura com uma jogabilidade nunca vista antes, estes eram apenas alguns dos atrativos usados pela Sega para atropelar o velho, gordo e lento Mario, que mais parecia pular em câmera lenta se comparado a ação frenética que era Sonic. Quem não botava fé no Mega Drive teve seu queixo caído com o sucesso estrondoso de Sonic, que sumia das prateleiras das lojas. Para aumentar as vendas do seu console, a Sega teve a feliz idéia de incluir o cartucho na compra de um Mega Drive, que dispararam nas vendas. A Nintendo levou um duro golpe no estômago com o surgimento do Sonic. Os jogadores nunca haviam visto um jogo como aquele antes, nem mesmo o tão esperado Super Mario World do Snes, com seus gráficos pobres e a fraca animação de personagens, poderia se comparar com o jogo que era Sonic.
Sua seqüência, Sonic 2, ainda melhor que seu antecessor, fez mais sucesso que o primeiro, com a inclusão de um novo personagem, Tails, a raposa de duas caudas, e é um dos jogos mais vendidos da história para o Mega Drive. Se Sonic 1 tinha a incumbência de “atropelar” o Mario e o Super Nintendo, Sonic 2 tinha ainda importância e deveres maiores. Tinha que provar que podia ser melhor que seu antecessor, pra manter a rival afastada.
Mas Sonic 2 teria um adversário bem poderoso pela frente, nada mais nada menos que Street Fighter II, mega sucesso dos fliperamas que saía em versão caseira para o Snes, numa conversão completamente perfeita. SF II foi responsável pelo aumento de vendas do Snes. A Sega então apressou o desenvolvimento de Sonic 2 e o seu lançamento. Investiu milhões de dólares em todos os tipos de propaganda e mídia imagináveis. Foram meses atiçando e provocando a curiosidade de pessoas em todo mundo sobre o novo título de Sonic que a moda passou a se chamar “Sonicmania”, termo que seria usado inclusive pela Sega365px-Supersonicx.jpg em seus slogans mais tarde.
E graças a essa milionária campanha publicitária, o lançamento de Sonic 2 comprovou que era tudo o que a Sega prometia e muito mais, vendendo mais de 400.000 cópias em apenas 5 dias. E graças e ele e a outros games de altíssima qualidade como Streets of Rage 2, Golden Axe 2, Ecco 1 e 2 (um dos jogos mais criativos da história dos games) e uma agressiva campanha de marketing comandada pelo competente estrategista Tom Kalinske (veja mais sobre ele adiante) e a mancadas da Nintendo como a excessiva censura em seus jogos e o lento processador do Snes (a mina de ouro para o pessoal de marketing da Sega), a Sega conseguiu que seu 16 Bits continuasse na liderança no concorrido mercado americano por um bom tempo, aumentando a sua liderança de 55%, para 65% do mercado de 16 Bits.

O ouriço azul fez tanto sucesso que acabou patrocinando fórmulas 1 (a equipe Willians), virou nome de um novo gene descoberto (por causa de sua forma “espinhuda”), foi parar em camisetas de time de futebol, ganhou um balão gigante na parada de ação de graças dos EUA (até então o único personagem de videogame a ter essa honra) e até no programa do Jô Soares o Sonic foi citado em uma das piadas do entrevistador. A Sonicmania se espalhava pelo mundo mais rápido que gripe asiática.

Sega VS Nintendo: a guerra de marketing

Foi nessa época também que surgiu a grande polêmica “violência nos videogames“. A Acclaim, produtora do jogo Mortal Kombat, recebeu uma boa grana para desenvolver versões caseiras do seu famoso jogo sangrento. Se existe algum mortal que não conhece esse jogo, aqui vai uma rápida explicação: é um jogo de luta que nasceu nos fliperamas e que ficou muito famoso pela sua alta violência, com sangue jorrando, com golpes especiais que arrancavam a cabeça, coração e pedaços do adversário.

O game acabou saindo para Genesis e Super-Nes, porém a Nintendo proibiu a Acclaim de inserir esses golpes mortais e sangueira no jogo, e adivinhem qual versão acabou fazendo mais sucesso? Isso aí, toda a violência existente no jogo original acabou indo para o Mega Drive, o que acabou deixando-o mais famoso e vendendo mais, afinal, essa era a essência do Mortal Kombat. Essa era a resposta da Sega para o Street Fighter 2, que havia sido lançado apenas para o Super Nintendo (a Nintendo exigia em seus contratos exclusividade do jogo para seu console – mas ele acabou saindo anos mais tarde para Genesis na versão Special Edition).

A Nintendo, não satisfeita, resolveu usar de artimanhas ardilosas e acusou a Sega de interferir nas inocentes e frágeis almas das criancinhas, que os pais deviam prestar mais atenção nos jogos que compravam para seus filhos e essa baboseira toda.

O resultado dessa palhaçada toda é que gerou uma discussão em todo o planeta (inclusive aqui no Brasil) e a Nintendo, com a ajuda do senador Joseph P. Lieberman (que também atacou o jogo Night Trap do Sega CD), conseguiu atingir a reputação da Sega com um finishing move (nome dado ao golpe final do Mortal Kombat), colocando nas cabeças das pessoas, principalmente dos pais: “Cuidado com o que o seu filho está jogando no Genesis”. Se hoje seus pais te aporrinham por causa da violência dos games, agradeça à Nintendo. Foi nessa época também que surgiu as tabelas de qualificação por faixa etária, sendo a Sega a primeira a adotar esse sistema em seus jogos.

Foi aí que entra um cara muito importante para a Sega of America. Com o Sonic fazendo sucesso e aumentando as vendas do Genesis, a estratégia agora seria jogar na publicidade e marketing, para garantir que continuasse assim e o Snes não alcançasse o Genesis. Numa ação radical, o presidente da Sega of America, Michael Katz, é mandado embora, e em seu lugar é enviado um antigo conhecido de Nakayama para comandar a empresa.

Bem vindo a próxima fase!

Tom Kalinske entrou na estrada do sucesso e da história da Sega. Um veterano e respeitado executivo de publicidade, com fama de ser muito ousado e agressivo no ramo do marketing, tomou as rédeas da empresa americana. Ele já havia trabalhado na Mattel, onde rapidamente tomou conta da publicidade da mega famosa boneca Barbie, ganhando muito dinheiro para a empresa. Kalinske também esteve diretamente envolvido com a criação, promoção e venda de He-Man and the Masters of Universe, onde ganhou muito experiência com propaganda de TV.

Sua primeira atitude ao entrar na Sega, foi aprender o máximo sobre a indústria de videogames. Kalinske não teve um bom inicio, seus funcionários não confiavam nele pois não tinha experiência no ramo de games, e muitos achavam que o antigo presidente havia sido despedido injustamente. Ele ainda tinha o sarcástico apelido de “Ken doll“, por causa da época em que trabalhava com a Barbie, e talvez por ser conhecido de Nakayama (dá para traduzir como “fantoche”). Ele juntou uma equipe, contratou agências de publicidade e tinha inúmeras idéias de como a Sega devia mudar seu marketing. Aos poucos foi ganhando a confiança de todos na Sega of America, ele podia não entender de videogames, mas ele aprendia rápido e era confiante, com capacidade de liderança e equilíbrio para lidar com a adversidade e tomar atitudes rápidas.

Com tudo pronto, Kalinske foi até a Sega of Japan confrontar os executivos da empresa para expor suas idéias e estratégias para sua campanha publicitária. Começou com Nakayama questionando qual seria a estratégia para enfrentar a Nintendo. Porém, ao explicar seus planos, foi como um choque para todos os tradicionais japoneses na sala, pois o que ele queria era mudanças extremamente radicais:

* Um marketing agressivo para o Genesis nos EUA – Esse tipo de publicidade é praticamente inexistente no Japão, percebe-se isso claramente nas propagandas japonesas. Kalinske argumentou que o mercado americano era diferente, muito mais agressivo, e que teria que ser assim para manter aquele mercado longe da Nintendo
* Turbinar a imagem do Genesis – A Sega era em sua essência uma companhia de arcades. Eles faziam os mais bonitos, com melhores sons, melhores gráficos e jogabilidade arcades do mercado. Essa reputação devia ser transferida ao Genesis, e apenas o transporte de velhos games de arcade para o console não era suficiente. Genesis era um videogame rápido. Um console rápido precisa de jogos rápidos. Sonic era apenas o começo. Genesis precisava de mais games como Sonic – mais rápidos e com mais personalidade do que os da Nintendo.
* Sega devia agarrar e segurar sua nova audiência – Agora que a Sega tinha a atenção dos jovens americanos, devia tomar atitudes e propagandas voltadas especificamente para eles, estudar o comportamento dos jovens americanos para se adaptar a eles, que eram totalmente diferentes dos jovens japoneses.
* Sega deveria baixar o preço de seus produtos – Acompanhando o tema da publicidade agressiva, Kalinske propos duas mudanças especificas para o Genesis. A primeira era baixar o preço do console de US$200 para US$150. A segunda espantou todos os diretores presentes na sala. Kalinske disse que eles deveriam mudar o jogo Altered Beast pelo Sonic, como jogo que acompanhava o Genesis. Sonic era o jogo mais vendido da Sega, então segundo sua lógica, os compradores ficariam mais inclinados a comprar o sistema se Sonic viesse junto com o pacote, ao invés do Altered Beast. Ele disse que estariam perdendo dinheiro vendendo o jogo separadamente, mas que a popularidade do jogo poderia ajudar a aumentar as vendas do Genesis.

Não é preciso dizer que os tradicionais japoneses ficaram ultrajados com as idéias de Kalinske. Como esse americano se atrevia a dizer a eles como conduzir sua empresa! Ele não tinha experiência na indústria de games.

Quem diabos ele achava que era pra dizer o que eles deviam fazer?! “Você está louco?”, um deles gritou. “Você quer derrubar uma companhia que tem 90% (com o Nes) do mercado com uma campanha publicitária?”. Todos os olhares se voltaram para Hayao Nakayama, que estava sentado quieto no topo da mesa, quando começou a falar: “Eu o contratei para tomar as decisões no mercado americano. Se é isso o que ele pensa que precisa ser feito, então ele deve continuar e fazer.” Nakayama então olha diretamente para Kalinske: “É sua chance. Foi para isto que eu o contratei. Faça tudo que você achar que é certo.”. E o resto, como sabemos é história. Enquanto no Japão o Mega Drive estava bem atrás do Super Famicom, nos EUA e Europa ele era líder absoluto, com 56% do mercado contra 45% da Nintendo.

O Declinio do Mega Drive

Kalinske saiu da Sega of America em 1996 e infelizmente não saiu como entrou. Muitos culpavam (principalmente os japoneses) Kalinske da ascensão do Snes, mesmo seu amigo Nakayama, acabou comprando o sentimento anti-Kalinske, tirando todo o poder que ele tinha pouco a pouco, até que um dia ele não passava de uma marionete recebendo ordens dos japoneses.

Porém, ele sabia o que havia de errado, em uma entrevista em 1994 ele havia dito que a indústria de videogames de 16 Bits ainda seria muito forte em mais dois ou três anos. Mas o problema é que seus superiores não o ouviam mais, e então em 1995 Nakayama tomou uma decisão, que para muitos estudiosos do assunto, foi o maior erro tático da Sega que lhe custou bilhões de dólares: a Sega iria parar com a produção do mercado de 16 Bits, ou seja, a linha do Mega Drive, para se concentrar apenas no Saturn, seu novo videogame de 32 Bits. Dessa forma a Sega entregava de bandeja o mercado de 16 Bits para a Nintendo, que não perdeu tempo e fez a festa.

E Kalinske estava certo, o Mega Drive ainda sobreviveu até 1998 na Europa e aqui na América do Sul, mesmo sem o apoio da Sega. Nós jamais saberemos a história toda, mas com certeza Kalinske deixou a Sega sendo um homem muito diferente do que quando entrou. E com a sua saída a Sega só teve a perder, pois seria difícil colocar alguém de seu calibre em seu lugar.

Curiosidades

* Sonic era para ser inicialmente um coelho (!?), mas acabou virando um porco espinho, mais precisamente um rato-ouriço, um bichinho que era sensação na época no Japão, uma espécie de hamster.

* A data de lançamento de Sonic 2 ficou conhecida como “Sonic Twosday”, pois foi lançada numa terça-feira (twesday), que tem quase a mesma pronuncia em inglês.

* O Criador de Sonic, Yuji Naka, também participou na produção de jogos como Phantasy Star (inclusive foi o cabeça do Phantasy Star Online) e Nights (outro grande sucesso do Saturn).

* Sonic já havia aparecido em um game antes de Sonic 1 para Mega Drive. Sua estreia foi como um chaveiro no retrovisor do carro de corrida do game Rad Racer de fliperama.

* O Mega Drive teve uma versão portátil que se chamava Nomad, inclusive com tela de cristal liquido e entrada para um controle para se jogar com duas pessoas.

* O Mega Drive ainda saiu em outras versões por outras empresas, como o Wonder-Mega da JVC, que juntava o Mega Drive com o Mega CD com algumas melhorias técnicas. Outro aparelho lançado foi o Tera Drive, um PC com um Mega Drive acoplado.

* Muitas coisas foram lançadas para o MD, como o Mega-Modem, onde se podia jogar com outras pessoas através da internet (pasmen, a Tec Toy lançou o aparelho aqui com algum sucesso). Havia também mouse, teclado, bazuca e até mesmo um sensor de movimentos chamado Activator, que poderia ser usado para controlar os personagens da tela através de seus movimentos.

* O Mega CD foi lançado para competir com o PC-Engine e não com o Super-Nes, como muitos pensavam.

* Os códigos para acessar manhas de Sonic, acessados através das músicas 19, 65, 09, 17, é na verdade o aniversário de Yuji Naka (17/09/1965 ) e o outro código, 1, 9, 9, 2, 1, 1, 2, 4 é a data de lançamento do jogo nos EUA (24/11/1992).

* A fase Death Egg e Super Sonic (ambos de Sonic 2) foram criados como homenagem a duas culturas pop, uma ocidental, outra oriental: Death Star (Star Wars) e Super Saiyan (DBZ).

* O conceito de uma raposa de duas caudas veio do folclore japonês. De acordo com a mitologia, as raposas (chamadas lá por “Kitsune”) são seres mágicos com habilidades de mudar de formas. Quanto mais velha uma raposa fica, mas poderosa ela se torna, e mais caudas ela ganha. Uma Kitsune ganha uma nova cauda a cada 100 anos, até alcançarem seu poder máximo de 9 caudas.

* Alguns slogans usados pela empresa: “Now, there are no limits”; “Welcome to the Next Level”; “Sega does what Nintendon´t”; “Sega Scream”; “Do me a favour, plug me into a Sega (tv falante)”; “To be this good AGES, to be this good takes SEGA”; “Hot hits today! Hot hits on the way!”; “It´s thinking”, “Segata Sanshiro (personagem criado pela Sega para ser garoto propaganda do Saturn no Japão – os comerciais dele eram hilários).

* O processador do MD, o motorola 68000 pode ter um overclock de mais de 300% da sua capacidade, chegando até a incríveis 25,4 MHz. Ele ainda pode ser substuído por um 68010 que melhora sua performance e áudio significativamente.

* Até Dezembro de 1995 a Sega havia vendido 16 milhões de unidades só nos EUA. Em 1998, eram 25 milhões, o que prova que as vendas nunca caíram, mesmo após o lançamento do Super Nintendo.

Fonte: GameHall


Última edição por maycon137 em 4/10/2010, 19:14, editado 3 vez(es)

maycon137
Gamer GW

Mensagens Mensagens : 116
Pontos Pontos : 293
Data de inscrição : 02/10/2010
Idade Idade : 20
Localização Localização : Guapé-MG
100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Informações/Curiosidades] Mega Drive / Genesis

Mensagem por .:QuEBec:. em 10/10/2010, 19:31

nussa mto legal o megadirve eu jogva muito sonic vlw

.:QuEBec:.
Membro GW

Mensagens Mensagens : 23
Pontos Pontos : 23
Data de inscrição : 10/10/2010
50%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Informações/Curiosidades] Mega Drive / Genesis

Mensagem por maycon137 em 10/10/2010, 21:28

.:QuEBec:. escreveu:nussa mto legal o megadirve eu jogva muito sonic vlw

Eu tmb adorava jogar os jogos do ouriço azul.
Pena q a SEGA ñ avançou muito no mundo dos games depois do Mega Drive

maycon137
Gamer GW

Mensagens Mensagens : 116
Pontos Pontos : 293
Data de inscrição : 02/10/2010
Idade Idade : 20
Localização Localização : Guapé-MG
100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Informações/Curiosidades] Mega Drive / Genesis

Mensagem por Muuh em 10/10/2010, 21:54

eu joguava um joguinho q era um cara magro e um gordo , eu nao lembro o nome , pra min é Gordo e o Magro. '-'

_________________




Avisos


Muuh
Administrador Muuh
Administrador Muuh

Mensagens Mensagens : 244
Pontos Pontos : 503
Data de inscrição : 03/09/2010
Idade Idade : 18
Localização Localização : São Paulo
100%

Ver perfil do usuário http://forumgamesworld.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Informações/Curiosidades] Mega Drive / Genesis

Mensagem por maycon137 em 10/10/2010, 21:59

Muuh escreveu:eu joguava um joguinho q era um cara magro e um gordo , eu nao lembro o nome , pra min é Gordo e o Magro. '-'

Esse jogo eu ñ sei ql é.
Um amigo meu tem um Cd do Super Colection para Play2
Se vc lembrar o nome me fala q eu vejo se o jogo é bom.

maycon137
Gamer GW

Mensagens Mensagens : 116
Pontos Pontos : 293
Data de inscrição : 02/10/2010
Idade Idade : 20
Localização Localização : Guapé-MG
100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Informações/Curiosidades] Mega Drive / Genesis

Mensagem por Muuh em 10/10/2010, 22:17

o jogo é os 2 carinha , tem uma arminha e tem q ir passando de tela.

_________________




Avisos


Muuh
Administrador Muuh
Administrador Muuh

Mensagens Mensagens : 244
Pontos Pontos : 503
Data de inscrição : 03/09/2010
Idade Idade : 18
Localização Localização : São Paulo
100%

Ver perfil do usuário http://forumgamesworld.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Informações/Curiosidades] Mega Drive / Genesis

Mensagem por Keisuke_kun em 11/10/2010, 10:47

Não é Contra?

_________________
Acesse meu canal Smile

https://www.youtube.com/channel/UCs1nHzGY_QPLlrIiEfPdhfA/featured

Keisuke_kun
Through The Fire And Flames

Mensagens Mensagens : 404
Pontos Pontos : 791
Data de inscrição : 26/09/2010
Idade Idade : 19
100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Informações/Curiosidades] Mega Drive / Genesis

Mensagem por Marcos Mimoso em 20/7/2011, 00:10

Muuh escreveu:eu joguava um joguinho q era um cara magro e um gordo , eu nao lembro o nome , pra min é Gordo e o Magro. '-'
O vei, criei uma conta só pra te dizer o nome do jogo. Procurei e achei, gostava pra caralho do jogo e chamava ele de o gordo e o magro tbm! auehuaheuhao nome é ToeJam & Earl, o 1

Marcos Mimoso
Recem-Chegado

Mensagens Mensagens : 1
Pontos Pontos : 1
Data de inscrição : 20/07/2011
100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Informações/Curiosidades] Mega Drive / Genesis

Mensagem por Alan Giglio em 28/1/2013, 18:46

Marcos Mimoso escreveu:
Muuh escreveu:eu joguava um joguinho q era um cara magro e um gordo , eu nao lembro o nome , pra min é Gordo e o Magro. '-'
O vei, criei uma conta só pra te dizer o nome do jogo. Procurei e achei, gostava pra caralho do jogo e chamava ele de o gordo e o magro tbm! auehuaheuhao nome é ToeJam & Earl, o 1


Caaralho todo mundo conhece esse jogo como gordo e magro HSUAHUSHAUSHAUSHUA pensei que era só eu e minha irmã qe tinha jogado esse jogoo kkkkkkkkkkk
soooofri pra achaa, o mano ai saaaalvo, eu procurava até uns dias atrás kkkkkkkk daaaaaora. Voo baixa o emulador de Mega Drive aquii!

Alan Giglio
Recem-Chegado

Mensagens Mensagens : 1
Pontos Pontos : 1
Data de inscrição : 28/01/2013
100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Informações/Curiosidades] Mega Drive / Genesis

Mensagem por Amakura em 1/5/2013, 22:43

Mega Drive de grandes clássicos! Sonics, Golden Axe, serie Streets Of Rage, Mortal Kombat... até difícil tentar citar todos os jogos bons que proporcionavam horas de diversão!

Amakura
Recem-Chegado

Mensagens Mensagens : 8
Pontos Pontos : 8
Data de inscrição : 01/05/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Informações/Curiosidades] Mega Drive / Genesis

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 09:17


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum